Sábado, 8 de Maio de 2010

O post anterior, uma semana e meia depois

Dizia eu que o High Violet à primeira me tinha entusiasmado tanto quanto observar um cubo de gelo a derreter. À primeira. Deu-se o devido tempo ao tempo e continua a haver ali pedaços que eu não como. Mas ainda assim dou a mão à palmatória com todo o desportivismo. Espero que tenham lido o ípsilon ontem. O João Bonfácio é um exagerado de primeira mas há muita verdade nisto e em tudo o resto o que ele escreveu. Aquela descrição do fã-tipo dos The National está um mimo, amigos, um mimo.

tags: ,

Lídia Gomes às 00:21
link | comentar | favoritos
6 comentários:
De João Miranda a 9 de Maio de 2010 às 00:56
Sabia que te ias converter. Era uma questão de tempo. =)


De Lídia Gomes a 9 de Maio de 2010 às 01:08
Estou quase totalmente convertida. Mas aquela Anyone's Ghost continua a fazer-me comichão. Demasiado The National dos primeiros álbuns.


De alex a 9 de Maio de 2010 às 11:11
Posso dizer que me tornei fã acérrimo da banda há uns tempitos atrás, mas no entanto este disco - apesar de me agradar, não me encheu as medidas.

É um bocado descontinuado e lá para o meio falta-lhe conteúdo suficiente para conseguir manter aquilo que High Violet começa e acaba. Quer seja com "Terrible Love" no início ou "Vanderclyde Crybaby Geeks" no final. Algumas quebras pelo meio são demasiado evidentes. No entanto, High Violet é um excelente álbum e na minha opinião, muito mais ambicioso que um Boxer.

Cumprimentos ;)


De Lídia Gomes a 9 de Maio de 2010 às 11:18
Não será tão coeso como os dois anteriores mas vai crescendo. Os bons momentos vão fazendo esquecer os temas que não me agradam tanto. Cumprimentos


De M.A. a 10 de Maio de 2010 às 22:11
Efectivamente, o rapaz Bonifácio é um exagerado, tanto para dizer bem, como para dizer mal. Mas, tenho de admitir que eu não definiria melhor o tal fã-tipo dos National. Na mouche!
Quanto ao álbum, depois do enfadonho "Boxer", ainda não senti vontade de o ouvir. De modos que, até ao momento, conheço apenas o tema "Terrible Love". Se os restantes estiverem a este nível, hei-de confessar-me reconvertido.


De Lídia Gomes a 12 de Maio de 2010 às 13:20
O homem irrita-me bastante mas aqui acertou. Se achaste o Boxer enfadonho acho que vais gostar mais deste, é mais "grandioso" por assim dizer. Eu ainda assim continuo a preferir a sobriedade do anterior.


Comentar post

▪ os pornógrafos

▪ pesquisar

 

▪ Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

▪ posts recentes

Maio

Apichatpong, dois

As quatro voltas

Apichatpong, um

Simpatias

Filmes difíceis

O adeus televisivo de uma...

Black Swan

Re-Animator

A rainha da galáxia

▪ tags

1982(1)

1985(1)

1989(1)

2004(3)

2006(11)

2007(67)

2008(75)

2009(46)

2010(8)

2011(1)

a música é a mãe de todos os vícios(16)

a música é mãe de todos os vícios(1)

apartes(3)

arte(2)

artwork(2)

cinema(190)

concertos(25)

críticas cinema(8)

críticas literatura(1)

críticas música(1)

efemérides(1)

entrevista(1)

festivais(2)

fotografia(1)

literatura(11)

momentos "saduf! muito bom!"(9)

música(231)

musica(1)

notícias cinema(1)

notícias música(7)

notícias televisão(3)

obituário(2)

off-topic(8)

pintura(2)

promessas(2)

quem escreve assim não é gago(7)

revistas(1)

televisão(101)

tops(7)

velhas pornografias(3)

videojogos(3)

todas as tags

▪ links

free tracking

▪ subscrever feeds