Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

O meu musical



Scrubs (Médicos e Estagiários, na versão portuguesa) é, desde há uns bons anos, uma das (se não a) minhas séries favoritas, e uma das poucas que tento acompanhar, sem atrasos e religiosamente, semana após semana. É uma das mais duradouras (findou agora a sexta época…) e consistentes comédias da televisão norte-americana e é o casamento perfeito entre comédia e drama, embora com um forte pendor para o primeiro. E é lá que habita a minha personagem televisiva favorita: um tal de Perry Cox (John C. McGinley), que já era o médico-sarcástico-e-pouco-sociável-ainda-que-profissionalmente-brilhante da televisão antes de um tal de Gregory House chegar e açambarcar, sem dó nem piedade, a posição.


Tudo isto porque um episódio da última temporada em especial me chamou de tal forma a atenção que achei que devia partilhá-lo por aqui. Chama-se My Musical, e é, como seria de esperar, um episódio quase inteiramente cantado, com resultados a roçar o genial. Temas como Everything Comes Down to Poo ou Guy Love entram para o panteão de momentos altos da série. Como aperitivo, deliciem-se com a cena inicial, Welcome to Sacred Heart.


 

 


Fábio Jesus às 23:32
link | comentar | favoritos
8 comentários:
De Diogo a 19 de Maio de 2007 às 11:01
Olá, finalmente alguém com coragem para dizer que adora a série...
Digamos que no meu círculo de amigos ou ninguém conhece (ou o finge...) ou simplesmente a acham ridículo! O que é uma vergonha.
Vamos ter 7a season e o Zach Braff torna-se dos mais bem pagos da tv, o que é indicativo também da qualidade do papel dele (é impossível encontrar uma cara tão apelativa tanto a nível dramático como super cómico na televisão).
O Perry basta dizer que é o PERRY! O House é brilhante mas os rants do Perry são divinais. Pena não ser reconhecido por isso pois os prémios para actores secundários nas séries são sempre distribuidos às séries mais vistas e raramente às melhores...


De Fábio Jesus a 20 de Maio de 2007 às 02:00
O humor de Scrubs salta entre o inteligente e o nonsense a uma velocidade vertiginosa, e talvez seja esta última que afaste certos espectadores. De qualquer maneira, a série é incompreensivelmente pouco conhecida em Portugal, o que é uma pena. A RTP2 é que podia comprar as 6 épocas e passá-las seguidas, à semelhança do que fez com Friends.

Abraço


De Lídia Gomes a 20 de Maio de 2007 às 15:33
A SIC Radical fez o favor de passar as primeiras temporadas e ignorar as seguintes. Parece que o nosso público gosta mais de serizecas com naves espaciais e personagens com nomes estranhos. Gostos...


De Joao Pedro a 20 de Maio de 2007 às 21:01
he he
sem dúvida o melhor episódio desta temporada
já o revi uma dezena de vezes :)
"'Cause this Bear can't bear the world's disdain"
:D


De _Loot_ a 20 de Maio de 2007 às 21:05
Muito boa esta série, uma pena que já não esteja a passar na sic radical.


De Magda a 22 de Maio de 2007 às 14:24
Genial! Este episódio ainda não passou aqui no Brasil (a Sony vai começar a exibir a 6a. temporada em junho), mas, após assistir a esse trailer, vou fazer questão de ver todo o episódio -- daqui a uns dois meses. No momento, minha série médica favorita é Grey's Anatomy. Ontem passou o episódio 3-16 (Drowning on Dry Land), e eu ainda estou sem palavras: foi ó-ti-mo!


De wasted blues a 22 de Maio de 2007 às 20:12
Mais uma fã da série aqui! :)


De gnü a 6 de Setembro de 2007 às 16:51

Caríssimo Fábio:

Apesar das dificuldades que muitas pessoas possam ter em admitir que gostam deste tipo série, a meu ver, já lá dizia o avô de quase toda a gente, "vergonha é roubar e não conseguir fugir" ... ou mais ou menos isso.

Seja como for, não tenho a certeza que razões teria eu para não gostar desta série dado o requintado estilo de nonsense de que transborda. Eu cá gosto. Gosto de humor e em especial o mais camuflado e rebuscado.

Quanto ao episódio do "Scrubs" que referes e ao pormenor de ser um musical, pode parecer um daqueles pormenores ao qual reagimos com um belo "Filhos da mãe! que ideia genial" mas, para mim, foi um revisitar de uma situação já vivida. A primeira vez que me deparei com um truque tão fantástico de "argumentismo" foi alguns 6 anos antes deste "My Musical", com (talvez mais original mas não sei se tão engraçado ) "Once more with feeling" de uma outra série que ainda menos pessoas admitem gostar, "Buffy the Vampire Slayer".

Se não conheces, não gostas ou não queres saber, porreiro. Mas é só para dizer que o Joss Whedon se lembrou desse truque antes.

Se por outro lado falhas em cumprir as condições acima, dá um olhada:

http://youtube.com/watch?v=RJfgt3Zq440


Comentar post

▪ os pornógrafos

▪ pesquisar

 

▪ posts recentes

Maio

Apichatpong, dois

As quatro voltas

Apichatpong, um

Simpatias

Filmes difíceis

O adeus televisivo de uma...

Black Swan

Re-Animator

A rainha da galáxia

▪ arquivos

Junho 2011

Maio 2011

Fevereiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

▪ links

free tracking

▪ subscrever feeds