Quarta-feira, 15 de Agosto de 2007

A música é a mãe de todos os vícios #9

O melhor exemplo de uma banda portuguesa de rock musculado a seguir é os Dapunksportif.

 

Riffs frenéticos que se desenvolvem para uma agressividade passível de ser ouvida por grande parte da população roqueira e uma batida delirante, cuja sonoridade nos traz vislumbres à memória dos Queens Of The Stone Age, são a sonoridade que transpõe a individualidade desta banda.

 

Vindos de Peniche, actuaram na semana passada em São Jorge, Açores, no Festival Transatlântico, concerto este que tive oportunidade de assistir. Posso dizer que este seu rock robusto a tender para o powerpop contagiou por completo a assistência que se rendeu a temas como Private Disco e Ready! Set! Go.

 

Deixo-vos com este videoclip de uma qualidade e fantasia exemplar a ter em conta, I Can’t Move irá com certeza agradar a muita boa gente.

                     

Paulo Lemos


Lídia Gomes às 23:43
link | comentar | favoritos

▪ os pornógrafos

▪ pesquisar

 

▪ Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

▪ posts recentes

Maio

Apichatpong, dois

As quatro voltas

Apichatpong, um

Simpatias

Filmes difíceis

O adeus televisivo de uma...

Black Swan

Re-Animator

A rainha da galáxia

▪ tags

1982(1)

1985(1)

1989(1)

2004(3)

2006(11)

2007(67)

2008(75)

2009(46)

2010(8)

2011(1)

a música é a mãe de todos os vícios(16)

a música é mãe de todos os vícios(1)

apartes(3)

arte(2)

artwork(2)

cinema(190)

concertos(25)

críticas cinema(8)

críticas literatura(1)

críticas música(1)

efemérides(1)

entrevista(1)

festivais(2)

fotografia(1)

literatura(11)

momentos "saduf! muito bom!"(9)

música(231)

musica(1)

notícias cinema(1)

notícias música(7)

notícias televisão(3)

obituário(2)

off-topic(8)

pintura(2)

promessas(2)

quem escreve assim não é gago(7)

revistas(1)

televisão(101)

tops(7)

velhas pornografias(3)

videojogos(3)

todas as tags

▪ links

free tracking

▪ subscrever feeds