Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Porque o silêncio pode ser uma arma

Nesta contenda entre os "todos poderosos" estúdios e canais de televisão e argumentistas, os últimos ganharam aliados de peso. A campanha Speechless junta alguns dos mais assombrosos actores do cinema como Sean Penn, Laura Linney, Tim Robbins ou Susan Sarandon, bem como grandes protagonistas da ficção televisiva nos casos de Tina Fey, Julia Louis-Dreyfuss e America Ferrara e o restante elenco de Ugly Betty. As "alfinetadas" dadas pelos actores são mordazes e incisivas (ás vezes quase deliciosas) nomeadamente quando Susan Sarandon e Chazz Palminteri falam apenas com "blás", Jeff Garlin imprime um guião e tudo o que consegue é uma folha em branco e Laura Linney discursa numa espécie de "Actores sem Guião Anónimos". Vejam os vídeos aqui.   


Lídia Gomes às 19:30
link | comentar | favoritos

▪ os pornógrafos

▪ pesquisar

 

▪ Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

▪ posts recentes

Maio

Apichatpong, dois

As quatro voltas

Apichatpong, um

Simpatias

Filmes difíceis

O adeus televisivo de uma...

Black Swan

Re-Animator

A rainha da galáxia

▪ tags

1982(1)

1985(1)

1989(1)

2004(3)

2006(11)

2007(67)

2008(75)

2009(46)

2010(8)

2011(1)

a música é a mãe de todos os vícios(16)

a música é mãe de todos os vícios(1)

apartes(3)

arte(2)

artwork(2)

cinema(190)

concertos(25)

críticas cinema(8)

críticas literatura(1)

críticas música(1)

efemérides(1)

entrevista(1)

festivais(2)

fotografia(1)

literatura(11)

momentos "saduf! muito bom!"(9)

música(231)

musica(1)

notícias cinema(1)

notícias música(7)

notícias televisão(3)

obituário(2)

off-topic(8)

pintura(2)

promessas(2)

quem escreve assim não é gago(7)

revistas(1)

televisão(101)

tops(7)

velhas pornografias(3)

videojogos(3)

todas as tags

▪ links

free tracking

▪ subscrever feeds